Você sabia que existem 5 tipos de silhueta? Qual a sua?

Aquela sua amiga emagrece 2kg e parece que fica super magrinha, já você, nem nota quando perde peso. O vizinho tem o mesmo peso, mas é cheio de pneuzinhos. A verdade é que ninguém é igual e você precisa saber como é o seu corpo antes de definir a melhor dieta.

Uma coisa que gente sempre ouve é que há mulheres que acumulam gordura nas pernas e no bumbum. Já para outras, as costas é que incomodam, muito largas. E isso é normal. Existem diferentes formas de corpo que precisam ser respeitadas na hora de escolher seu ideal de silhueta. Afinal, de nada adianta fazer de tudo para ser igual a Gisele Bundchen se você tem 1,58 de altura. E, nada de mal em ser baixinha, hein!? O importante é valorizar aquilo que você tem.

Os 5 tipos de silhueta

Mulheres

Ampulheta: costuma ser o mais desejado por todas as mulheres. Neste formato, a cintura é fina, com quadris e ombros simétricos. É o antigo corpo violão, que costuma acumular gordura no quadril e no busto.

Pêra: saem os ombros simétricos e entra o quadril maior que o resto do corpo. As mulheres com formato de pêra costumam sofrer bastante com celulite, por ter bumbum grande. As coxas também precisam de muito exercício para não ficarem cheia de furinhos.

Maçã: essa é uma silhueta mais para redondo e oval, com bastante barriga e sem cintura. Para emagrecer, exercícios como natação e zumba podem ser os mais indicados, para queimar bastante gordura, afinando seu corpo como um todo.

Retângulo: também sem cintura, os quadris, ombros e cintura têm um tamanho só. A gordura tende a não acumular tanto, mas é preciso correr atrás na academia para não ficar achatada.

Triângulo invertido: quadril fino e ombros largos foram um triângulo de ponta-cabeça. É indicado caprichar nos exercícios de pernas, que deixe a estrutura corporal mais simétrica.

Homens

Ectomorfo: estes são os corpos masculinos que são magros completamente, podendo acumular apenas aquela incômoda pochete na barriga. Os exercícios não precisam ser tão intensos, mas é preciso cuidado na alimentação, pois, apesar da forma, a saúde nem sempre escapa de problemas com colesterol.

Mesomorfo: este tipo de corpo é o mais fácil de ganhar músculos e com uma certa tendência a engordar. É importante fazer exercícios cardiovasculares, para queimar gordura e não aumentar peso com o tempo.

Endomorfo: sabe aqueles homens que engordam facilmente? Sem músculos, são os corpos que acumulam gordura na barriga, tomando uma forma mais arredondada por inteiro. O metabolismo geralmente é mais lento e exige exercícios de alta intensidade.

Conseguiu se reconhecer em alguma descrição? Conhecer seu corpo é essencial para ter melhores resultados na dieta e na prática de exercícios físicos! Não hesite em ficar em frente ao espelho e analisar suas formas, só assim você terá a chance de chegar à silhueta que sempre desejou!

A imagem abaixo ilustra os 5 tipos de silhueta apresentados acima:

Famosas e os tipos físicos

A consultora de imagem e estilo Fernanda Maranho destaca algumas famosas que tem cada um dos tipos de silhueta apresentados acima, confira:

Triângulo: Paola Oliveira e Camila Pitanga (silhueta mais comum no Brasil);

Triângulo invertido: Sabrina Sato e Priscilla Fantin;

Retangular: Fernanda Torres e Letícia Birkheuer;

Oval: Preta Gil e Lilia Cabral;

Ampulheta: Juliana Paes e Sheron Menezzes.

Saiba como valorizar as suas curvas

O ideal para mulher ampulheta é suavizar o volume entre os ombros e o quadril para valorizar as curvas naturais. Para isso, devem usar estampas médias e onduladas, além de peças monocromáticas. Uma boa dica é deixar o colo e o ombro à mostra, tecidos fluidos e maleáveis.

Como a mulher de silhueta retangular não tem curvas, deve criar a ilusão de formas curvilíneas. Para isso, ela pode usar decotes assimétricos (de um ombro só, em U ou V), peças de cores claras e estampas vivas e golas altas. Dica: use tecidos com textura, com veludo, tricô e lã.

Para ressaltar a beleza natural de seu corpo, quem tem o tipo físico triângulo invertido, deve criar um visual equilibrado acrescentando volume (sem excesso) à parte inferior do corpo. Essa mulher pode usar cores escuras ou discretas, lisas e sem textura, decotes estreitos e profundos que alongam o colo (V ou U), ombros bem ajustados e sem volume, punhos e barra com volume ou detalhes. Os tecidos mais indicados são os maleáveis e fluidos.

A mulher de silhueta triangular precisa acrescentar volume (sem excesso) à parte superior do corpo para manter um visual equilibrado. A aposta delas deve ser em texturas, bordados, apliques, brilhos, franzidos e drapeados usados no busto. Uma boa dica também é deixar o colo e o ombro à mostra.

Valorizar a forma da mulher de silhueta oval é fácil. É preciso apostar em peças de cores escuras e pouco contrastantes, que afinem e alonguem a silhueta e marquem a cintura.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *