Benefícios da Pitaya: Tudo Sobre essa Fruta Exótica

on

Curiosa e saborosa, a pitaya é uma fruta exótica e muito saudável

A pitaya ou pitaia é uma fruta muito conhecida na Europa e na América Central. Com sabor levemente ácido e bastante doce, não se encontra com facilidade no Brasil.
Mas se você gosta de variar a sua alimentação e procura ser mais saudável, deve conhecer tudo sobre esse alimento.

Pitaya e a sua saúde:

Benefícios

Não é difícil gostar de pitaya. Benefícios não faltam para que você adicione a fruta na dieta e tente consumi-la com mais frequência.

Veja os motivos para amar a fruta e consumi-la de diversas formas!

1. Boost imunológico

A fruta é rica em vitamina C, mais que outros citrinos, como a laranja e o limão. Por isso, ela fortalece as defesas naturais do organismo.
Em apenas 100 gramas da fruta você pode adquirir quase 35% da necessidade diária de vitamina C.
Ela também ajuda a estimular a atividade de outros antioxidantes, colaborando com a eliminação de radicais livres. Isso faz com que seu sistema imunológico trabalhe mais e melhor, evitando que você fique doente.

2. Adeus prisão de ventre

Se o seu intestino não é um reloginho, você precisa comer pitaya já. Ela é um excelente medicamento natural para o intestino preso. Composta por fibras, a fruta ajuda a induzir os movimentos intestinais peristálticos.
Ela também acelera a digestão de coisas que possam fazer mal. E é ótima para quem está com diarreia, pois estimula a produção do bolo fecal, fazendo com que os sintomas abrandem rapidamente.

3. Emagrece

É uma das frutas ligadas às dietas low carb, porque não possui muitos carboidratos. Além disso, sua polpa possui tiramina, uma substância que ajuda a diminuir o apetite e aumentar a sensação de saciedade.
A fruta também é conhecida pelo seu pode de diminuir o desejo por doces.

4. Coração em dia

A pitaya, aliada a uma dieta saudável, ajuda a diminuir a hipertensão e inibir doenças cardiovasculares.

5. Diabetes

Por ser rica em fibras, a pitaya auxilia os diabéticos na estabilização dos níveis de açúcar no sangue. Isso diminui os picos exagerados no índice glicêmico, o que faz com que os diabéticos tenham uma vida mais próxima da normalidade.

6. Boa digestão

A fruta promove a boa digestão, ajudando o sistema digestório e produzindo movimentos intestinais saudáveis. Quem consome pitaya tem menos problemas como gastrite, úlcera, indigestão e infecções intestinais.

7. Menos colesterol

A pitaya é cheia de sementinhas pretas comestíveis. Elas são ótimas para a saúde, pois têm ácido linoleico, uma espécie de laxante natural que reduz os níveis de colesterol total em humanos.
Também ajuda a diminuir os níveis de triglicerídeos do organismo graças a presença de ácidos graxos.

8. Auxilia nas dores nas articulações

Quem tem artrite, artrose e outras doenças que afetam as articulações deve aumentar a ingestão de frutas como esta. A pitaya é anti-inflamatória e rica em cálcio, por isso ajuda a fortalecer ossos, cartilagens e articulações.

9. Boa memória

As sementes da pitaya contêm ômega 6. Este ácido graxo é um dos mais importantes para o nosso cérebro. Ele ajuda o órgão a permanecer no ritmo certo, prevenindo o envelhecimento e a perda da memória.
É o ômega 6 que incentiva o crescimento celular cerebral, muscular e epitelial. Ele atua também no sistema nervoso e é importante na produção de hormônios essenciais para a nossa saúde.

10. Eficaz no alívio da TPM

Justamente porque a fruta tem ômega 3 e ômega 6, ela ajuda a aliviar os sintomas da Tensão Pré-Menstrual (TPM).

11. Boa para a pele e para os cabelos

Por dentro, as muitas substâncias benéficas da fruta ajudam a pele o cabelo a ficarem mais saudáveis e sedosos. Mas também é possível fazer uso tópico da polpa para máscaras, hidratantes, xampus e mais.
Quem sofre com acne, por exemplo, pode fazer máscara de pitaya. Para diminuir a queda de cabelo, o suco da fruta pode ser aplicado no couro cabeludo.
Ele ajuda a ativar a circulação sanguínea na região, o que aumenta o crescimento do cabelo. Dermatologistas ressaltam que seu efeito nos cabelos é mais efetivo para quem realiza tratamentos químicos ou coloração.

12. Acelera o metabolismo

A pitaya é naturalmente termogênica, assim como o café, o chá verde e outras plantas. Ou seja, quem a consome, queima mais calorias, já que ela acelera o metabolismo.

13. Antioxidante

Um dos importantes benefícios da pitaya é proteger as células do organismo, já que a casca deste fruto é rica em polifenóis, que são antioxidantes. Estas substâncias ajudam a prevenir contra diversos tipos de câncer, especialmente o de cólon.
Também previnem o envelhecimento da pele, diminuindo a incidência de rugas e manchas provenientes da idade.

14. Substitui o leite

Para pessoas intolerantes a lactose ou com alergia ao leite, a pitaya, em termos nutricionais, é uma excelente substituta do alimento. Ela é abundante em cálcio, fósforo, potássio e outras vitaminas, que ajudam a proteger dentes e ossos de doenças como a osteoporose.
Inclusive, por ser extremamente saborosa, é comum encontrar cremes, mousses e sorvetes de pitaya como opções de sobremesa sem lactose ou vegana.

15. Aumenta a massa magra

A pitaya é uma boa fonte vegetal de proteína, podendo auxiliar em diversas áreas do nosso organismo. O metabolismo também pode ser acelerado através do alto consumo de proteínas, o que leva ao emagrecimento e ao ganho de massa muscular magra.
É uma fruta que consta no cardápio de atletas e pessoas fitness.

16. Antibiótica e anti-fugicida

A pitaya é ainda antibiótica e anti-fungicida, atuando diretamente no sistema imunológico. Isso pode ajudar no aumento da produção de glóbulos brancos, que são responsáveis por defender o corpo de toxinas.
Além disso, os glóbulos brancos podem impedir a entrada ou proliferação de bactérias ou fungos que causam infecções no organismo. Isso acaba estimulando a regeneração das células, deixando o processo de cicatrização muito mais rápido.

17. Altamente diurética

A pitaya é ótima para quem não costuma se lembrar de ir muito ao banheiro. Suas propriedades diuréticas colocam os rins para trabalhar melhor. Pode ser boa no tratamento de infecções urinárias e cálculo renal.

Pitaya: origem

A fruta é nativa da América Central e do México, e faz parte de uma família de cactos epífitos dos gêneros Hylocereus e Selenicereus. Assim como algumas super frutas brasileiras, a pitaya só traz benefícios para o organismo.

Por causa da sua aparência cor-de-rosa espinhenta, é conhecida também por fruta do dragão. Pitaya quer dizer literalmente fruta escamosa, por causa da sua casca.

Porém o seu interior é macio e suculento. Existem pelo menos três diferentes tipos da fruta: amarela, branca e vermelha.

Atualmente ela é cultivada no mundo todo. No Brasil, boa parte do cultivo é feito em Santa Catarina, porque a fruta cresce bem junto do mar e em climas mais quentes.

O valor do quilo gira em torno de R$ 15,00. Mas, apesar do preço salgado, os benefícios da fruta justificam o gasto.

Cada fruta pesa em média entre 150 e 600 gramas. Entretanto, algumas podem chegar a ter 1 kg.

Curiosamente a pitaya só floresce de noite e só precisa de uma noite de polinização para dar fruto. Por isso, em alguns países é chamada de “flor da noite”.

Pitaya: sabor cítrico

O sabor da fruta é muito semelhante ao do kiwi, só que mais adocicado. Há quem diga que parece a mistura do melão com o kiwi.

Quando estão maduras, são fáceis de descascar, tal como uma banana. É só puxar a casca e pronto!
As sementes são comestíveis e pequenas. Não interferem no sabor da fruta e não fazem mal, pelo contrário.

Informação nutricional da pitaya

Componentes Quantidade por 100 gramas

Energia             50 calorias
Água                   85,4 gramas
Proteínas         0,4 gramas
Gorduras         0,1 gramas
Carboidratos 13,2 gramas
Fibras                 0,5 gramas
Vitamina C      4 miligramas
Cálcio                10 miligramas
Fósforo             16 miligramas

Pitaya: como comer?

Por ser uma fruta tão diferente, muita gente não faz ideia de como comê-la. É muito simples, na verdade.
Não se come a casca, o resto pode-se comer cru ou de qualquer outra forma. Fica ótima em saladas, com outras frutas, em sorvetes, geleias, sucos, compotas, tortas e outras sobremesas.

A polpa fresca ou congelada pode ser utilizada no preparo de várias delícias. E fechada, ela dura algumas semanas na geladeira. Depois de aberta, consuma em, no máximo, dois dias.

Confira  algumas receitas com a pitaya e suas variações. Aprenda a utilizá-la na sua dieta!

Irão ser postadas no Instagram: @anadelabeaute

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *